E aí, preparado(a) para o Enem 2020? Mesmo faltando bastante tempo para a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio do ano que vem, as novidades propostas já estão dando o que falar. Muitos querem saber como será a polêmica prova digital.

De acordo com as informações expostas em uma coletiva de imprensa no início de julho deste ano, o Ministério da Educação anunciou que em 2020 será aplicada uma versão piloto da prova digital. Somente 50 mil estudantes vão estrear a nova modalidade.

No entanto, até 2026 a intenção é eliminar a prova impressa. Apenas a versão eletrônica do Enem será utilizada, de acordo com as previsões. Saiba mais a seguir.

Como será o Enem digital?

A empresa que será contratada para realizar a aplicação do Enem vai ficar incumbida de disponibilizar o aparato eletrônico necessário para a realização da nova prova. Os locais das avaliações terão de ser escolhidos com mais critério para que haja infraestrutura para receber esses computadores, sendo possivelmente centralizados em menos lugares.

Novidade do Enem 2020 (foto: internet)
Novidade do Enem 2020 (foto: internet)

As questões serão diferentes também. A proposta prevê o mesmo nível de dificuldade, porém com a possibilidade de usar outros recursos no enunciado, tais como vídeos e infográficos.

A primeira prova digital do Enem 2020 será feita em somente um período, provavelmente no mês de outubro. No entanto, o Inep e o Ministério da Educação estudam a possibilidade de aplicar mais provas ou até mesmo agendamento de avaliações na data de preferência do aluno.

Por enquanto, o projeto tem o seguinte cronograma:

  • Enem 2020: prova digital em 15 capitais do país concomitante com a prova tradicional
  • Enem 2021: duas edições da prova digital e uma edição da prova tradicional
  • Enem 2022 a 2025: quatro edições gradativamente implementadas da prova digital e uma edição da prova tradicional por ano
  • Enem 2026: fim do Enem tradicional e implementação definitiva de quatro edições do Enem digital por ano

Dentre as capitais em que o Enem 2020 na versão digital terá sua estreia, estão: Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro, João Pessoa, São Paulo, Florianópolis, Cuiabá e Recife. Os estudantes poderão optar pela modalidade de sua preferência, seja ela digital ou impressa.

Motivos da mudança

De acordo com o Ministério da Educação, a principal proposta do Enem digital é diminuir os custos de impressão das provas tradicionais. Contudo, essa afirmação é contraditória quando observamos o comparativo de despesas.

Atualmente, o valor estimado para realização das provas tradicionais de 5 milhões de alunos é de R$ 500 milhões de reais. No Enem 2020, o valor estimado é de R$ 20 milhões de reais para somente 50 mil alunos realizarem a prova digital. O gasto é 4 vezes maior do que o da prova em papel.

Outra razão apresentada é que as provas possam ser customizadas. O estudante poderá seguir um “itinerário formativo”, optando por questões que estejam de acordo com a carreira profissional que ele pretende escolher.

Nos resta observar os avanços dessa proposta e esperar pelos resultados. Continue acompanhando as novidades e fique por dentro da mudança!

Novidade do Enem 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *